Quando se fala no Brasil, uma das coisas que vem à mente dos brasileiros e dos estrangeiros é o carnaval brasileiro, uma festa onde as pessoas dançam nuas, cantam, se embebedam, usam drogas, praticam o homossexualismo, etc. Qual é a origem dessa festa? É o que responderei nas linhas que se seguem. Em Roma existia a Bacchanalia, uma festa ao deus romano Baco ( o mesmo deus grego Dionísio ). A Bacchanalia originou-se no Egito, de onde passou sucessivamente, para a Fenícia, Grécia e Itália. Eram celebradas à noite, ao som de tambores, e de cíbalos frígios. No ínício somente as mulheres eram admitidas a essas solenidades; mas por volta de 198 a.C, os homens nela tomaram partes e a sua presença ocasionou tais desordens  que o Senado romano se viu coagido a proibir as Bacanais, através de uma famoso senatus-consulto, cuja cópia ainda possuímos. Mas a lei vigorou pouco tempo, e sob, o Império, as Bacanais foram celebradas com mais licença do que antes. As mulheres que participavam  dessas festas corriam pelas ruas e pelos campos, à noite, seminuas, cobertas com peles de tigre ou pantera, fixadas na cintura com festões de hera e pâmpanos. As pessoas que participam do Carnaval cometem vários pecados contra Deus, dentre os quais a saber:

1 – Amar mais os prazeres pecaminosos do mundo do que a Deus: As pessoas que participam do Carnaval e outras festas mundanas amam mais os prazeres pecaminosos do que a Deus e respeito disso, Deus diz em sua Palavra: ” Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes,  desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus” (  2 Timóteo 3: 1-4 )

2 – Ter amizade com o mundo pecaminoso: “Infiéis, {Infiéis; no original, adúlteras, isto é, os que são desleais para com Deus} não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.” ( Tiago 4:4 )

“Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele; porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não procede do Pai, mas procede do mundo.  Ora, o mundo passa, bem como a sua concupiscência; aquele, porém, que faz a vontade de Deus permanece eternamente.” ( 1 João 2: 15-17 )

 

 3 – Ficar bêbado, ter relações sexuais antes do casamento, praticar o homossexualismo e o lesbianismo, cometer adultério:

  A respeito disso, Deus diz em sua Palavra:

“Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus.” ( 1 Coríntios 6: 9-10 )

Muitos que se dizem “cristãos”,  que amam e conhecem a Deus, vão ao carnaval, ficam bêbados, têm relações sexuais antes do casamento, praticam o homossexualismo e o lesbianismo, se drogam e cometem adultério e ainda continuam indo na igreja, tocando, pregando, achando que estão certos. Tais pessoas enganam os outros, mas não enganam a Deus. E Deus julgará primeiro a casa dele, os que estão na igreja praticando esses pecados mencionados, como está escrito:

“Porque a ocasião de começar o juízo pela casa de Deus é chegada; ora, se primeiro vem por nós, qual será o fim daqueles que não obedecem ao evangelho de Deus?” ( 1 Pedro 4:17 )

Por isso, Jesus Cristo diz a esses “cristãos de fachada”:

“Daí por diante, passou Jesus a pregar e a dizer: Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus.” ( Mateus 4:17 )

Autoria: Daniel, historiador pela universidade de Goias.

Anúncios