Você é um novo pai! Como é maravilhoso olhar nos olhos de uma criança inocente e saber que aquela criaturinha que você esta pegando é seu próprio filho. Você espera observá-lo enquanto cresce. Antes que você o saiba, ele estará formando suas primeiras palavras, chamando Mamãe e Papai. Então ele ensaiará seus primeiros passos vacilantes. Num piscar de olhos, ele estará correndo, fazendo amizades, jogando bola, indo para a escola, namorando e até mesmo se casando. Começou uma aventura especial, e Deus lhe deu o privilégio de estar nela desde o comecinho.

Herança do Senhor são os filhos; o fruto do ventre, seu galardão” (Salmo 127:3). Deus abençoou-o com seu filho. Ele nos criou, nos ama e sabe o que é melhor para nós. Não há hora melhor do que agora para parar e pensar sobre o privilégio — e a responsabilidade — de ser pai ou mãe. Se Deus lhe deu esta bênção, não deveria você voltar-se para ele para saber o que fazer enquanto você educa seu filho?

Seu filho tem um espírito eterno. Você já contou os dedinhos dos pés e das mãos. Já tem na memória a cor dos olhos de seu filho e a forma do nariz dele. Mas a parte mais importante de seu filhinho não é visível para você. Deus deu a seu filho um espírito eterno que um dia voltará a ele (Eclesiastes 12:7). Deus quer que seu filho viva para sempre na glória de sua presença (João 5:28-29; Romanos 6:23). Cada pessoa que vive nesta terra estará, ou com Deus no céu, ou separada dele no sofrimento eterno (Mateus 25:46). Cada pai amoroso quer que seu filho vá para o céu. Você pode ajudar seu filho a encontrar o caminho certo para chegar ao destino eterno do céu.

Deus espera que você guie seu filho para o céu. Provérbios 22:6 diz: “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.” Este versículo nos mostra algumas coisas importantes: ì Ensina a criança: Deus espera que ensinemos nossos filhos. As crianças não conhecem instintivamente a diferença entre certo e errado; elas têm que ser ensinadas. No caminho em que deve andar: Há um caminho certo. Nosso mundo confuso oferece muitas incertezas. Pessoas que não confiam em Deus nos dizem que não há nenhum caminho certo para viver.
A Bíblia nos ensina que o único caminho certo, e o caminho em que devemos guiar nossos filhos, é encontrado em Jesus Cristo (João 14:6).
E, ainda quando for velho, não se desviará dele: O que você ensinar ao seu filho nos primeiros 20 anos de vida provavelmente determinará a direção que ele seguirá durante o resto de sua vida aqui. Mais importante ainda, seu ensinamento provavelmente o guiará a fazer a escolha de onde ele estará na eternidade. Ajude-o a fazer a escolha certa!

Deus sempre tem confiado esta grande responsabilidade aos pais. Abraão foi abundantemente abençoado porque Deus sabia que ele guiaria sua família no caminho do Senhor (Gênesis 18:19). Moisés instruiu os pais do seu tempo a que aprendessem a palavra de Deus e a inculcassem em seus filhos: “Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração; tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te” (Deuteronômio 6:6-7).
Para ser bons pais, é necessário saber a palavra de Deus e fazer dela uma parte importante da vida do dia-a-dia. No Novo Testamento, a revelação que governa hoje todos os homens, Deus nos diz como guiar nossos filhos: “E vós, pais, não provoqueis vossos filhos à ira, mas criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor” (Efésios 6:4).

Deus lhe confiou um espírito eterno para que você o guiasse ao céu! Para cumprir a incumbência que Deus lhe deu, é preciso que você também esteja indo nessa direção. Não haverá jamais um momento melhor para aprender o que Deus quer de você e de sua família.

Deus espera que você sustente e cuide de seu filho. A Bíblia ensina muito claramente os nossos papéis básicos na família. Uma das responsabilidades de cada pai (homem) é trabalhar para prover as necessidades materiais da família. “Ora, se alguém não tem cuidado dos seus e especialmente dos da própria casa, tem negado a fé e é pior do que o descrente” (1 Timóteo 5:8).

Bons pais não são preguiçosos. “Se alguém não quer trabalhar, também não coma” (2 Tessalonicences 3:10). As mães têm que prover os cuidados de criação que toda criança precisa e merece. Mães jovens precisam aprender como amar seus esposos e filhos e ser boas donas de casa (Tito 2:4-5). No plano de Deus, pais e mães trabalham juntos para cuidar de seus filhos.

Os filhos precisam aprender a respeitar a autoridade. Os problemas de nossa sociedade são resultados de falta de respeito pela autoridade. O próprio Deus é a autoridade suprema e amorosa que deverá ser obedecida por todas as pessoas. Mas uma criança muito nova não pode entender como submeter-se a alguém que ela nunca viu. Seu respeito às autoridades começa com seus próprios pais: “Filhos, em tudo obedecei a vossos pais; pois fazê-lo é grato diante do Senhor” (Colossenses 3:20).
Você pode ajudar seu filho a aprender a respeitar sua autoridade:
1. ensinando-lhe o que ele deve fazer,
2. vivendo de modo que ele possa facilmente respeitá-lo, e
3. corrigindo-o quando não obedece. Esta correção não é agradável, mas serve para moldar o caráter da criança em crescimento (Hebreus 12:4-11). O sábio rei Salomão escreveu: “Castiga a teu filho enquanto há esperança, mas não te excedas a ponto de matá-lo” (Provérbios 19:18).
Uma vez que seu filho aprenda a respeitar sua autoridade, será mais fácil para ele respeitar a autoridade que Deus deu aos homens em outras áreas (1 Pedro 2:13-14). Mais importante ainda: você o estará preparando para respeitar e obedecer a Deus.

Enfrentando o Desafio!

Educar uma criança é um desafio, mas vale o esforço. Um grande engenheiro pode planejar a construção de um edifício monumental que durará séculos, talvez até milênios. Mas, com o passar do tempo, seu nome será esquecido e o edifício será destruído. A obra dos pais é diferente. Você está moldando o caráter de um ser eterno que pode glorificar a Deus para sempre. Seu trabalho requer sacrifício e freqüentemente o deixará exausto. Ocasionalmente, você ficará frustrado. Mas jamais esqueça por que o está fazendo: você ama seu filho e quer o que é melhor para ele. Nada poderia agradar mais a você do que ver seu filho ir para o céu para ficar com Deus para sempre. A alma dele, como a sua própria, vale mais que todo o mundo: “Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma? Porque o Filho do homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos, e, então retribuirá a cada um conforme as suas obras” (Mateus 16:26-27).

por Dennis Allan

Anúncios